segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Acaso, destino...



Na última carta/bilhete estava escrito: "Vem me ver?"...
-Ah! Não gosto de correr atrás... quem ela pensa que é? Onde é mesmo a rua? Argh... Rua Clauss, 147...


-Te esperei o dia todo!
-Eu não vinha, estava passando...
-Pensei que não viria!
-Sério, estava a pouco tempo daqui...
-Eu te amo! A cada minuto cresce, a cada segundo fica mais forte, preciso de você perto de mim o tempo todo!
-Eu vinha sim! Por que eu te amo! É de você que eu gosto! Preciso da sua voz, do seu amor!


E o momento se embalou em um beijo demorado, um abraço caloroso, a respiração acelerou, os batimentos aumentaram... Olhos brilhando, enfim...
Poderia ser fácil e simples assim! :]

2 comentários:

  1. É verdade! Nós temos a terrivel mania de complicar tudo acrescentando orgulho, às vezes escondendo sentimentos tão bonitos de serem ditos. É muito bom quando conseguimos nos libertar disso!

    :)

    ResponderExcluir
  2. Bem que poderia ser facil assim mesmo...

    ResponderExcluir

Leia e comente se acha que eu vou ficar feliz com isso. =]